Ei, moça! E se eu te contar que você é sim Feminista?

Quem somos, antes de tudo?

Mulheres, estudantes, batalhadoras, sonhadoras e que jamais desistem e baixam a cabeça! Somos milhares, andamos juntas!

O feminismo não é uma busca por privilégios ou concessões, mas sim uma luta por protagonismo. Nós mulheres queremos ter o direito de decisão para deixarmos de ser consideradas cidadãs de segunda classe. A nossa emancipação não será um conjunto de “concessões generosas” de homens, mas sim uma revolução no processo de tomada de decisões. Quando reivindicamos o direito de decidir, criticar e nos organizar estamos afirmando a nossa universalidade como sujeitos políticos.

O nosso feminismo luta por mudanças, por transformações e estas são possíveis apenas quando os indivíduos e em seguida a cultura assumem a necessidade de reeducar seus valores, quando assumem que necessitam de uma mudança brusca de mentalidade.

O feminismo já obteve muitos sucessos, mas ainda não rompemos a cultura política da concessão. Os nossos conquistados ainda não são expressão de um empoderamento, mas sim políticas de redução de danos.

Ser feminista não é bom ou ruim. Ser feminista é necessário. Não precisamos ir até o Oriente Médio para ver a sua necessidade. Não precisamos ir até tribos africanas. Não precisamos ir ao sertão do nordeste. Não precisamos ir até a periferia de São Paulo. Não precisamos nem ao menos sair dos nossos bairros. O famigerado machismo que delimita, que agride, que marginaliza, que ofende, que diminui, mora ao lado.

E agora, quem poderá nos defender? O feminismo!

O mesmo feminismo que nos tornou civilmente capazes e independentes diante da lei. O mesmo feminismo que nos deu o direito ao voto. O mesmo feminismo que segue lutando diariamente por uma sociedade mais justa e igualitária para mulheres, mães, filhas, trabalhadoras e homens também! É a hora de falarmos sobre igualdade entre meninos e meninas. É hora de falarmos que meninas podem jogar bola e ter carrinhos e que meninos podem cuidar de bonecas.

É como diz o lindo livro da nigeriana Chimamanda Ngozi Adichie (leiam, ele é indispensável): Sejamos todos feministas. E o mundo será melhor a cada dia. Pode apostar!

Primeira postagem, feita com toda honra e amor do mundo, por Jessica Beauvoir, moderadora da página O Gato e o Diabo.

Imagem emprestada do Blogueiras Feministas.

Dicionário Houaiss da língua portuguesa: FEMINISMO: teoria que sustenta a igualdade política, social e econômica de ambos os sexos.

Dicionário Jurídico da Professora Maria Helena Diniz: FEMINISMO: movimento que busca equiparar a mulher ao homem no que atina aos direitos, emancipando-a jurídica, econômica e sexualmente.

feminismo-ideia-radical

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s